domingo, 16 de janeiro de 2011 By: Fredolento

Qual diferença de um motor 1.0, 1.4, 1.8, 2.0?


 Quantas vezes você escutou algo do tipo, meu carro é 1.0 e dele é 1.6, já aquele modelo 2.0, e julgou como informação desnecessária, mais isso torno-se repetitivo a ponto de você procurar por esta informação, ou então não, bom mais você está lendo este post, então quer saber do assunto, então vamos focalizar nele.
 A diferença do 1.0 pro 1.4 é:

Em termos técnicos...

bielas= iguais - 129,7mm
pistão= 1.0 71,1mm 1.4 77,6mm
virabrequim= 1.0 62,9mm 1.4 73,4mm
comando= 1.0 250º 1.4 260º(igual ao do 1.6)
valvulas= mudam mais naum sei a medida exata, mas sei que as do 1.4 são iguais a do 1.6

Tudo isso faz com quem ande bem mais que o 1.0 e não gaste tanto logo, o carro tem maior aproveitamento e boa performance e não é "gastão" como um 2.0. Por isso que o gosto e o bolso do Brasileiro esta mudando de 1.0 pra 1.4. Veja essa reportagem do jornal do carro...

Ele é 1.0 ?" é a pergunta mais comum de ouvir após mencionar o preço de R$ 29.990 que custa o Chevrolet Prisma equipado com motor 1.4 de extraordinários 97 cv quando cheio de álcool. E o público gosta de saber que a novidade não traz motor de um litro. Embora econômico, o 1.0 é cada vez menos atraente para o brasileiro. 
Em 2002, de cada quatro carros vendidos no País, três vinham com motor 1.0. Hoje, a participação de mercado dos populares não atinge 42%, segundo dados da Fenabrave. A razão, segundo especialistas, está na combinação de três fatores: redução do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) de modelos com propulsor entre 1.0 e 2.0, aumento de renda e queda na oferta de zero-quilômetro com motor de um litro. 

A redução de 25% para 16% do IPI de veículos com maior cilindrada, em 2002, diminuiu a diferença de preço e, por conseqüência, a atração pelos modelos 1.0. Os carros populares são taxados em 9%. Segundo lojistas, a pequena disparidade de preço faz o consumidor escolher por modelos com maior potência. Em alguns casos, a diferença não chega a R$ 2 mil!. Um exemplo é o Fiat Palio. Na tabela de preço do Jornal do Carro, a versão ELX com motor 1.0 custa R$ 29.680 enquanto a ELX com propulsor 1.4 sai por R$ 31.290. Em um financiamento, o aumento da parcela é mínimo! Os números de vendas de todas as montadoras comprovam: o consumidor está migrando do 1.0 para motores com cilindrada intermediária. O novo "queridinho" do público e das fabricantes é o 1.4.

1 comentários:

Jorge Jorginho disse...

eu concordo numa parte é economico mais pra viajar não acho pois eu já andei na castelo com colega meu o carro anda meio forçado eu eu tenho um santana 2.0 anda uma beleza não preciso =força a barra

Postar um comentário